Cultivo hidropônico de hortaliças garante qualidade na produção e ampliação de renda

Hidroponia é o sistema de cultivo vegetal protegido de plantas efetuado sem a utilização do
solo. A técnica, recente no Brasil, substitui a utilização da terra por uma solução aquosa
que serve como fonte de nutrientes.

Os elementos minerais necessários para o crescimento e o desenvolvimento das plantas são fornecidos na medida exata e de maneira constante. 



Foi com base nessas características que o produtor Herbert da Silveira Krieck, de 56 anos, resolveu investir em hidroponia no município de Monte Castelo, planalto norte catarinense. O desejo se efetivou após a participação no curso de cultivo hidropônico de hortaliças do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC). “Eu sou um produtor moldado pelas oportunidades que o SENAR/SC oferece em nosso município. Já participei de vários treinamentos, como olericultura e conservas. Valorizo todas essas iniciativas que melhoram a vida das pessoas, por meio de novos cultivos e técnicas”, destaca Krieck.



A estufa (6x13) é produzida por ele mesmo. Além de cultivar hortaliças de folhas e frutos, coloca em prática diariamente os conhecimentos adquiridos pelo SENAR/SC. O plantio é desenvolvido pelo produtor que comprova a praticidade dessa nova alternativa de produção que tem como principal ferramenta a água.



O cultivo contempla mais de dez produtos e tem como carro chefe rúcula, agrião e seis tipos de alfaces. A estufa também é um espaço para experiências que já deram certo, por meio do cultivo de melancia, abóbora, morango, tomate, beterraba, feijão de vage, chicória e fumo. Segundo o produtor, a hidroponia lhe possibilita fazer o que gosta cultivando produtos saudáveis e preservando o meio ambiente.



Krieck visitou outros produtores de hidroponia e fez testes com produtos, descobrindo uma infinidade de possibilidades dentro deste sistema. “Essa é uma área em expansão e com grandes possibilidades no futuro. Com a capacitação também enxerguei novas possibilidades com a produção de conservas e outros produtos coloniais oriundos da minha própria horta hidropônica. Com a junção dos conhecimentos adquiridos em todos os treinamentos que já participei do SENAR/SC tenho conseguido melhorar cada vez mais”, relata.



Em outubro de 2016, com o apoio da esposa, Janete Ribeiro Krieck, resolveu expor os produtos para a comunidade. Tal iniciativa foi tão bem aceita que desde então efetivou as vendas. Hoje, boa parte de sua renda vem da hidroponia e o seu desejo é investir ainda mais. “Quero construir uma estufa para cada planta, pois se trata de um cultivo rentável, responsável e que me satisfaz”, conclui.



Capacitação de alto nível



Mensalmente o SENAR/SC oferece aos produtores catarinenses cursos totalmente gratuitos voltados para as mais diferentes áreas de atuação no meio rural. De acordo com a supervisora da região norte, Carine Weiss, a qualificação em cultivo hidropônico de hortaliças tem como objetivo produzir olerícolas em sistema de hidroponia, utilizando solução de nutrientes específicos. “Durante o treinamento os produtores têm acesso a informações fundamentais para a produção hidropônica bem como características e técnicas utilizadas, cuidados com o meio ambiente, construção do conjunto hidropônico e identificação de pragas e doenças em hortaliças”, explica a supervisora.



O superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, salienta que a entidade desenvolve ações de formação profissional rural e atividades de promoção social voltadas para o homem do campo. “Nossa intenção por meio dos cursos e das demais ações é contribuir para a qualificação dos produtores rurais catarinenses, integrando-os na sociedade e proporcionando qualidade de vida e cidadania. Estimulamos a aprendizagem de maneira harmônica, mudando a visão do homem sobre si mesmo e sobre o mundo em que ele vive. Exemplos disso estão na produção hidropônica de Krieck, uma atitude que deu certo. Os treinamentos são acessíveis a todos e podem transformar propriedades em empresas rurais de sucesso”, finaliza.



(Fonte: Senar - Assessoria de Comunicação do SENAR-SC) 


Postada em 16/02/2017